PF investiga desvio de R$ 3 milhões em Rondolândia

Mandados de busca e apreensão são cumpridos em Mato Grosso e Rondônia; fraudes em licitação de obra pública estão na mira.

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (13), a Operação Pedra no Caminho, que visa a coleta de provas em uma investigação sobre crimes de desvio de recursos públicos, falsidade ideológica, frustração do caráter competitivo de licitação e associação criminosa durante a execução de uma obra em Rondolândia (1.600 km ao noroeste de Cuiabá). O montante desviado é estimado em R$ 3 milhões.

De acordo com informações da PF, estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão na cidade mato-grossense, além de alvos em cinco cidades de Rondônia: Jaru, Theobroma, Ji-Paraná, Ministro Andreazza e Cocal.

A investigação começou após uma denúncia sobre irregularidades na contratação e execução de uma obra de pavimentação com blocos sextavados nas vias urbanas de Rondolândia, que incluía drenagem e construção de calçadas. Diligências investigativas e exames periciais realizados pela Polícia Federal revelaram elementos robustos que apontam a restrição ao caráter competitivo do certame licitatório e o direcionamento para a contratação de uma empresa específica. Essa empresa foi beneficiada indevidamente com recursos públicos por meio de fraudes documentais, supostamente cometidas por servidores públicos do município.

O dano ao erário, apurado até 2023, é estimado em quase R$ 3 milhões. O procedimento licitatório envolveu recursos do Programa FINISA (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), cujo mau uso está agora sob intensa investigação.

Compartilhar

Redação MT Política

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MT POLÍTICA

redacao@mtpolitica.com.br

Av. Rubens de Mendonça, 1856 Cuiabá Office Tower, sala 307

CEP: 78048450 – Cuiabá/MT

Tags

    2023 – Copyright © – MT Política – Todos os direitos reservados | Desenvolvido pela Tropical Publicidade