Salão oferece formatura de graça a estudantes após sumiço de R$ 19 mil

Os alunos do Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes ganharão uma festa de formatura de graça. O evento sofreu o risco de ser cancelado depois que uma aluna que organizava a festa perdeu R$ 19 mil que havia sido arrecadados para a realização da cerimônia.

Segundo o portal G1, a cortesia ficará por conta do salão Royale Festas, em Vista Alegre, Zona Norte do Rio. A comemoração aconteceria nesta terça-feira (19/12), mas os alunos descobriram que a jovem de 19 anos responsável pelo dinheiro e organização do evento perdeu o dinheiro e não pagou o local acordado para aluguel.

O caso

Alunos formandos do Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro, pararam na polícia, nessa segunda-feira (18/12). O motivo: uma colega de classe responsável pela organização da formatura do 3° ano do ensino médio perdeu R$ 19 mil que seriam utilizados para pagar o evento.

Diante da situação, os ânimos entre os pais e estudantes se elevaram. A direção da escola precisou solicitar uma viatura da Polícia Estadual do Rio de Janeiro (PMERJ), por medo que a jovem de 19 anos fosse linchada.

Ao G1, alunos da instituição contaram que a comemoração aconteceria em uma casa de festas, em Vista Alegre, na Zona Norte do Rio. O estudante Lucas Silva disse que “ela ofereceu a formatura em um salão de nome aqui da Penha e todo mundo se interessou”.

Kesia Cunha, também aluna do colégio, afirmou que a jovem até mesmo fez um orçamento detalhado e regras de participação. Cada formando teria que convidar cinco pessoas e, caso não conseguisse, deveria ceder a vaga no evento.

Os participantes então começaram a realizar os depósitos no começo do segundo semestre deste ano. No entanto, a esperança com a formatura foi por água abaixo após uma simples conversa com o dono do estabelecimento, o qual disse que o local não havia sido reservado.

A moça contou que há alguns meses retirou R$ 1,8 mil para dar entrada no pagamento da festa. Ela também sacou R$ 19 mil, no dia 30 de novembro, colocou numa bolsa, foi à escola e a algumas lojas em Duque de Caxias. Quando chegou em casa, descobriu que havia perdido o dinheiro.

Sem local, a formatura oficial teve de ser realizada na própria escola, gratuitamente, como ocorre todos os anos.

Os pais e alunos registraram boletim de ocorrência na 22ª Delegacia de Polícia (Penha Circular), por apropriação indébita, crime previsto no artigo 168-A, do Código Penal, que consiste em “apropriar-se de coisa alheia móvel, de que tem a posse ou a detenção”. A pena pode chegar a quatro anos de reclusão e multa.

Em nota, a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCERJ) informou que um inquérito será instaurado para apurar o caso. A investigação está em andamento.

Compartilhar

Redação MT Política

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MT POLÍTICA

redacao@mtpolitica.com.br

Av. Rubens de Mendonça, 1856 Cuiabá Office Tower, sala 307

CEP: 78048450 – Cuiabá/MT

Tags

    Últimas Notícias

    2023 – Copyright © – MT Política – Todos os direitos reservados | Desenvolvido pela Tropical Publicidade