Juíza autoriza buscas contra envolvidos em esquema de contrabando de mercúrio; 16 empresários tiveram pedidos de prisão negados

A juíza Raquel Coelho Da Rio Silveira, da 1ª Vara Federal de Campinas, negou os pedidos de prisões contra 16 empresários acusados de comprar mercúrio contrabandeado. No entanto, autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão contra 14 pessoas físicas e 17 jurídicas em diversas cidades de Mato Grosso, Espírito Santo, Rondônia, Rio de Janeiro e São Paulo.

Os mandados foram cumpridos como parte da operação relacionada ao esquema de contrabando de mercúrio. As buscas visam colher evidências sobre a compra e venda ilícita de mercúrio realizada pelo Grupo Veggi e seus associados. O objetivo é subsidiar as hipóteses delitivas apresentadas em ação penal.

Entre os alvos das buscas estão empresários envolvidos nos núcleos de financiadores e operadores do esquema. Os integrantes do Grupo Veggi, apontados como líderes, não tiveram mandados expedidos nesta fase, pois já foram alvos na primeira operação em dezembro de 2022.

Empresários compradores do mercúrio, incluindo Luís Antonio Taveira Mendes, filho do governador Mauro Mendes Ferreira, tiveram apenas as sedes de suas empresas visitadas, não suas residências.

Dentre as empresas alvo da operação, destacam-se “gigantes do ouro” como a Salinas Gold, do empresário Valdinei Mauro de Souza, conhecido como “Nei Garimpeiro”, e o Grupo Dias, do empresário Filadelfo dos Reis Dias.

Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidos 704 quilos de mercúrio irregular. Confira todos os alvos, que incluem empresários e empresas envolvidas no esquema.

Compartilhar

Redação MT Política

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MT POLÍTICA

redacao@mtpolitica.com.br

Av. Rubens de Mendonça, 1856 Cuiabá Office Tower, sala 307

CEP: 78048450 – Cuiabá/MT

Tags

    2023 – Copyright © – MT Política – Todos os direitos reservados | Desenvolvido pela Tropical Publicidade