Juíza recebe denúncia e torna réu homem que matou ex-companheira com 46 facadas em Cáceres

Em decisão proferida nessa segunda-feira (30), a juíza Alethea Assunção Santos, da 2ª Vara Criminal de Cáceres, recebeu a denúncia do Ministério Público de Mato Grosso e tornou réu Aloisio Teodoro Bispo Filho pelo assassinato da ex-companheira Rosimar Cebalho Baroncielo Bispo com 46 facadas, no último dia 15 de outubro.

Aloisio foi denunciado pelo MP pelo crime de homicídio com as qualificadoras de “recurso que dificultou a defesa da vítima” e “contra a mulher por razões de condição de sexo feminino” (feminicídio), com as implicações da Lei Maria da Penha.

“A conduta descrita na peça acusatória foi delimitada com a exposição do fato criminoso, suas elementares e circunstâncias, tendo sido acompanhada de lastro probatório mínimo, havendo, portanto, justa causa para a ação penal. Assim, recebo a denúncia, em todos os seus termos”, disse a magistrada.

O caso

No dia 31 de agosto de 2023 a vítima pediu medidas protetivas de urgência contra o ex-marido. Segundo os autos, Aloisio teria ficado furioso com a vítima porque ela estava conversando com uma amiga no celular e por isso pegou duas facas, afirmando que iria matar Rosemar.

Na ocasião a mulher foi se esconder na casa da vizinha. No mesmo dia ele teria ido à casa dos pais da vítima e ainda teria tentado matar o pai dela. Ele não chegou a ser preso porque fugiu.

Já no dia do crime, Rosimar estava chegando em sua residência, no bairro Nova Era, em Cáceres, quando foi surpreendida pelo ex-companheiro enquanto abria o portão do imóvel.

Ela conseguiu pular o portão e acionar a polícia que, ao chegar ao local, a encontrou já sem vida. Após os fatos, Aloisio fugiu, mas posteriormente foi preso por uma equipe da Polícia Militar em uma borracharia no distrito de Tabuleta, em Mirassol D’Oeste.

Próximos passos

Com a denúncia recebida, o processo segue para a fase de instrução criminal, na qual serão ouvidas as testemunhas e o réu. Ao final da instrução, o juiz proferirá sentença, condenando ou absolvendo o réu.

O crime de feminicídio é um crime hediondo, com pena de reclusão de 12 a 30 anos.

Compartilhar

Redação MT Política

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MT POLÍTICA

redacao@mtpolitica.com.br

Av. Rubens de Mendonça, 1856 Cuiabá Office Tower, sala 307

CEP: 78048450 – Cuiabá/MT

Tags

    2023 – Copyright © – MT Política – Todos os direitos reservados | Desenvolvido pela Tropical Publicidade