Trio rende família e agride vítimas com coronhadas em Várzea Grande

Três suspeitos envolvidos em um assalto violento ocorrido na madrugada de quinta-feira (19) no bairro Jardim Costa Verde, em Várzea Grande, foram detidos em flagrante na noite de ontem pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município.

O crime ocorreu quando criminosos armados invadiram uma residência durante a madrugada, renderam uma das vítimas no quintal, agredindo-a com coronhadas na cabeça e tapas no rosto. Posteriormente, sob ameaças, eles conduziram a vítima para o interior da casa e renderam outras moradoras que estavam dormindo.

Os criminosos então começaram a torturar as vítimas, afirmando que as matariam caso não atendessem às suas exigências. Enquanto um dos assaltantes permanecia como vigia, os outros recolhiam objetos da casa e forçaram uma moradora idosa a acessar sua conta bancária via aplicativo de celular e realizar transferências por Pix. Além do dinheiro, várias joias e três aparelhos celulares foram roubados.

Durante as investigações, a equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) conseguiu identificar o titular da conta bancária que recebeu as transferências de dinheiro das vítimas. Um adolescente, identificado como V.G.N.N., confessou o assalto e confirmou que tinha conhecimento da casa da vítima. Ele forneceu informações aos cúmplices e afirmou que o crime foi encomendado por outro criminoso que orientou toda a ação por meio de videochamada.

O adolescente revelou que dois veículos foram utilizados no assalto, com um deles prestando apoio aos comparsas do lado de fora da residência. O grupo invadiu o quintal da casa às 3 horas da madrugada, aguardando a vítima acordar. Quando a vítima saiu para o quintal, foi rendida pelos criminosos. O adolescente também informou que o veículo de apoio circulava pelo quarteirão com a finalidade de alertar os cúmplices caso a polícia aparecesse e, em seguida, proporcionava a fuga.

Em busca dos outros integrantes do grupo criminoso, os investigadores da Derf seguiram até um conjunto habitacional, onde encontraram V.A.R., que tentou fugir, resistiu à prisão e tentou tomar a arma de um dos policiais. Ele confessou que sua função no roubo foi coordenar a logística para a execução, disponibilizando sua casa como ponto de apoio para os comparsas planejarem o assalto e dividirem os objetos roubados. Ele também afirmou ter entrado em contato com um detento no sistema penitenciário para ser incluído em algum crime. Após o assalto, os criminosos realizaram uma videochamada com o presidiário para prestar contas do lucro do roubo e acertar a divisão.

O veículo Gol usado no assalto foi encontrado pela equipe da Derf. Para dificultar a ação da polícia, a placa do veículo foi adulterada com fita adesiva, que foi removida após o crime. O proprietário do carro também foi localizado e preso. G.V.R.J. admitiu sua participação no roubo e alegou ter sido convidado por um amigo com quem dividia o aluguel de uma casa. O amigo lhe prometeu R$ 500,00 em troca do empréstimo do Gol branco.

A equipe da Derf de Várzea Grande continua a busca pelos outros quatro participantes da ação criminosa.

Compartilhar

Redação MT Política

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MT POLÍTICA

redacao@mtpolitica.com.br

Av. Rubens de Mendonça, 1856 Cuiabá Office Tower, sala 307

CEP: 78048450 – Cuiabá/MT

Tags

    Últimas Notícias

    • All Post
    • ARTIGOS
    • CIDADES
    • ESPORTE
    • POLÍCIA
    • POLÍTICA
    • VARIEDADES

    2023 – Copyright © – MT Política – Todos os direitos reservados | Desenvolvido pela Tropical Publicidade